BRANCO

o cheiro do lírio e do formol

SINOPSE

 

Uma família de classe média, formada por um menino, seu pai e sua tia, vive um cotidiano comum, até que alguns acontecimentos externos forçam essas pessoas a terem que lidar com o que existe do lado de fora da casa. Essa trama lacunar e incompleta é contada de forma fragmentária alternando com uma outra camada narrativa que conta o próprio processo de criação da peça – trazendo as diversas tentativas de estruturar um olhar autocrítico, do próprio branco, sobre o seu racismo naturalizado. Uma terceira camada, ainda, traz fragmentos de outros textos – foram três ao todo – escritos ao longo do processo de criação.

 

A peça gerou intenso debate, e uma imensa quantidade de textos, que podem ser encontrados online. Uma seleção de alguns deles foi publicada em um dossiê na revista Sala Preta, aqui.

FICHA TÉCNICA

 
 

FICHA TÉCNICA

TEXTO e IDEALIZAÇÃO

Alexandre Dal Farra

 DIREÇÃO

Alexandre Dal Farra e Janaína Leite

ATORES

Janaína Leite, André Capuano e Clayton Mariano.

MÚSICA ORIGINAL

Miguel Caldas.

DESIGN DE LUZ

Daniel González

CONCEPÇÃO CÊNICA, CENÁRIO E FIGURINOS

Alexandre Dal Farra, Janaina Leite, André Capuano e Clayton Mariano

DIREÇÃO DE ARTE

Melina Schleder

 PRODUÇÃO 

PALIPALAN

.

FOTOS